[ editar artigo]

O Chamado Empreendedor

O Chamado Empreendedor

Um chamado? Uma vocação? Como pode ser isso? Não sabia que ser empreendedor era um chamado… Eu creio que você pode se fazer essas perguntas, no momento que ler o título deste texto, ainda tentando entender o que isso quer dizer. 

Sim, há um chamado para todos. Um chamado para dar frutos, refletindo a glória Dele. Mas vamos iniciar na base daquela que pode ser o fundamento da sua crença de que somente pastores, missionários e pregadores são ungidos para exercer um ministério efetivo diante de Deus e do Seu Reino e que a contribuição dos demais (sua) fica muitas vezes restrita  a função de edificar uns aos outros na comunhão da igreja, dar alguma ajuda pontual e colaborar financeiramente com as necessidades da congregação e a doação de ofertas missionárias para a propagação do evangelho. 

Pergunte a amigos cristãos sobre chamado e vocação e você provavelmente irá ouvir palavras sobre servir na igreja ou no campo missionário. 

Essa divisão entre secular e sagrado na verdade não provem das Escrituras mas do pensamento filosófico grego gnóstico. Os gregos tinham uma visão que as coisas materiais eram ruins e profanas, enquanto a salvação dependia de libertar o espírito do material. A elite grega era tão influenciada por esse pensamento, que o trabalho manual (material) ficava relegado aos escravos, uma sub-classe, enquanto a elite se dedicava a filosofar. Infelizmente essa dicotomia acabou influenciando o cristianismo e ainda permanece enraizada como crença em mentes e corações cristãos até o dia de hoje. 

Mas o que de fato Deus diz a respeito dessas coisas?  

Bem, eu gostaria de começar lembrando que a Bíblia inicia Genesis 1 com Deus trabalhando na criação (algo nada secular), e as Escrituras dizem Ele trabalhou por 6 dias para formar tudo e disse que tudo que Ele criou era bom. E logo mais a frente após criar Adão e Eva em Genesis 1:26 -28 deu á eles o comando para trabalhar e cuidar de toda a Sua Criação, mas antes, como podemos ver no início do capítulo, Deus prepara todo o terreno para que Adão e Eva usassem todos os recursos dados a eles para desenvolver uma produção sustentável. Nasce ali os primórdios do que no futuro seria chamado de atividade econômica, advinda da ordenança de sermos administradores dos recursos que Deus nos deu gerando riqueza e suficiência para todos. 

Ele nos deu os recursos, no qual transformamos, vendemos e compramos, suprindo sempre uma necessidade da sociedade, por meio dos dons e criatividade que ele nos deu para transformar, suprir e fazer movimentar a economia, que no avanço do tempo seria representado pelos negócios, dos mais diversos, para atender a todas as necessidades da sociedade humana, com o papel fundamental de gerar e distribuir bens e riqueza. Então, fica claro que a atividade de negócios é um desenvolvimento natural de um mandamento: ser administradores da criação, fazendo-a produtiva e frutífera (parábola dos talentos).

No Reino de Deus, assim como qualquer área das nossas vidas estão sujeitas ao senhorio de Cristo que reivindicou todas as coisas para si (Cl 1:16-20), reconhecer o senhorio de Cristo sobre os negócios é o primeiro passo no reconhecimento do chamado e a vocação de Deus na sua vida para desenvolver o Reino de Deus nesta área também. 

Todos somos chamados para desenvolver o Reino de Deus e compartilhar as boas novas.

 Jesus falava aos discípulos em Mateus 28:18 onde outorgou-lhes autoridade e ordenou-lhes que fizesse discípulos de todas as nações. Outra passagem que ilustra essa ordenança é At 1:8 “Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra”. 

Paulo em 1 Coríntios 12, ilustra bem essa questão, quando fala da diversidade de dons e ministérios espirituais da igreja, que é sempre para a edificação do corpo, cada um com sua função, exercendo exatamente aquilo que foi chamado para fazer. 

Se Deus o chamou para os negócios, sua meta é descobrir como sua empresa pode servir a este propósito. Fazendo isso, toda a comunidade e as pessoas ligadas ao seu negócio serão abençoadas de muitas maneiras e  Ele será glorificado. Então, mãos à obra. 

 

Samara Brandão 

Embaixadora BAM Global 


 

 

ELO!
Samara Brandão
Samara Brandão Seguir

Embaixadora Associada BAM Global = Chamado Mentora e Palestrante BAM = Vocação Administradora = Formação Missionária = Paixão

Ler conteúdo completo
Indicados para você