[ editar artigo]

Definindo as prioridades na sua empresa

Definindo as prioridades na sua empresa

Estava lendo o livro de Lucas e me deparei com a parábola de Jesus no capitulo 12, versículos 16 a 21 e reparei que em nenhum momento Jesus reprovou o ajuntamento de bens, mas reprovou ,veementemente, a avareza daquele empreendedor.

Não conheço nenhum outro texto na bíblia, pelo qual pudéssemos refutar a tese de que o acúmulo de bens, que gera riqueza abundante, seja pecado, mas conheço vários que alertam quanto aos perigos do amor às riquezas.

Jesus, em outra parábola, alerta quanto aos perigos de tentar servir à dois senhores, afirmando que não conseguiremos, pois havemos de amar ao dinheiro (senhor mamom), mais do que à Deus. Outro fato interessante é que Jesus, nesta passagem, usa a palavra senhor, chamando o amor ao dinheiro, de amor a uma potestade, a um senhor que tem a capacidade de dominar a sua vida e os seus negócios, e esta é a única vez que Jesus trata potestades ou coisas como senhor.

Sua empresa pode e deve ganhar dinheiro e se possível, muito dinheiro, mas precisará colocar o dinheiro no lugar que ele deve ocupar, de servo e não de senhor.

Nunca permita que seu coração tenha tanto amor ao dinheiro que coloque ele em posição destaque, mas que ele seja usado em primeiro lugar, para o avanço do Reino de Deus.

Algumas perguntas que tenho feito a mim mesmo, como forma de avaliar onde está o meu coração neste tema, são:

1- Ganhar dinheiro parece ser pecado para você? O dinheiro, muito ou pouco, se transforma em ferramenta para servir à algum propósito?

Ore para que o Espírito Santo revele ao seu coração a melhor forma de se relacionar com o dinheiro e para que ele seja uma ferramenta em suas mãos e diga: Senhor Jesus, o dinheiro é um ótimo servo e um péssimo senhor, então, me ajude a me relacionar com ele da forma correta.

2- Por que você acha que o dinheiro tem feito tantos estragos na vida das empresas e das pessoas?

Ore para que Deus revele sua vontade e te ajude a aprender a utilizar o dinheiro como benção e não maldição e diga: Senhor Jesus, que o dinheiro nunca conquiste o meu coração, ao contrário, me dá capacidade de ter domínio sobre ele.

3- Se o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males, que estratégia você pensa usar para não amar mais o dinheiro do que o Senhor Jesus?

Peça a Deus foco para obedecer ao que ele ordenar, mesmo que isso envolva todo o dinheiro e diga: Senhor, me protege e me capacita para eu conseguir colocar as posses, o dinheiro, o poder e o conforto que o dinheiro trás, em seu devido lugar.

4- Você já consegue entender o papel que o dinheiro tem, para trazer desenvolvimento e conforto em sua empresa ou família, e o papel que ele tem, no avanço do Reino de Deus, e como equilibrar estas duas coisas?

Peça ao Senhor que te dê coragem para decidir pelo Reino sempre que for demandado, e não apenas para o conforto próprio, que só traz prazer momentâneo e diga: Senhor, eu sei que o dinheiro é um bom servo, então, redirecione a minha mente e o meu coração, orientando para onde devo intensificar os recursos, em cada situação.

5- De forma pragmática, quanto você tem investido nas causas do avanço do Reino de Deus, versus o conforto pessoal e prazeres da vida?

Peça a Deus clareza para direcionar recursos, de forma equilibrada, tanto para seu conforto, quanto para a expansão do Reino e diga: Senhor, me dá equilíbrio para gerenciar os recursos que estão em minhas mãos, como um bom mordomo faria.

 

Espero que esta reflexão coloque luz sobre o risco que cada um de nós assume, ao deixar que o dinheiro domine as nossas decisões e nos ajude a colocá-lo em seu lugar de servo.

 

ELO!
Dongley Martins
Dongley Martins Seguir

Conselheiro de empresas, Investidor em startups na fase pré-seed e seed, Empreendedor por 10 anos no setor de logística, 15 anos atuando com recuperação de empresas e 5 anos no mercado financeiro de investimentos.

Ler conteúdo completo
Indicados para você